Arquivo

Archive for Julho, 2010

Conheça o IDent

O iDent é uma rede exclusiva para dentistas, professores e estudantes de Odontologia trocarem conhecimento na internet. Ao criar um perfil você também ganha um site para divulgar seu trabalho para pacientes e outros dentistas.


O iDent é um serviço gratuito?

Sim. O iDent é uma plataforma gratuita para troca de conhecimento na área de Odontologia.

Quem pode usar o iDent?

O iDent é exclusivo para cirurgiões-dentistas com CRO regularizado, professores e estudantes que estejam cursando Odontologia em instituições de ensino reconhecidas pelo MEC.

Como o iDent contribui para seu  crescimento profissional?

Através do iDent, você poderá:

  • Ficar atualizado sobre tudo o que acontece na Odontologia.
  • Trocar experiências com dentistas de todo o Brasil.
  • Manter contato com seus colegas de turma e de profissão.
  • Compartilhar casos clínicos de forma segura.

Quem gera os Tópicos, Artigos e Casos clínicos do iDent?

Todo conteúdo do iDent é gerado pelos próprios dentistas, professores e estudantes do Brasil. O objetivo é que todos possam participar e compartilhar seus conhecimentos e aprendizados.

Quem criou o iDent?

O iDent foi idealizado e é mantido pela iShareLife, empresa especializada em criar inovações na internet voltadas para a área de saúde.

Anúncios

Por que Odonto?

Sempre me perguntam isso…

No meu primeiro vestibular, eu fiz prova para Psicologia… Depois de uma prova horrível (porque eu não fiz direito, não porque ela estava difícil), troquei de curso, tentava para Ciências Biológicas.

No meu tempo livre, gosto de fazer traduções de médicos americanos que sempre vêm a Fortaleza fazer um trabalho nas favelas e cidades interioranas. Quando os traduzo, me sinto quase médica… É uma sensação muito curiosa… Os pacientes me tratam como médica, eu tenho que fazer a velha anamnese, como uma médica… Nossa, legal, medicina…

Meus amigos e minha família sempre me bombardeavam: “Mas, você não quer Medicina? Não estava tentando Biologia?”

Hm, certo… Vou explicar, mas só mais uma vez.

Tá, quem que gosta de biologia e química, se amarra no Discovery Health e adora ver cirurgias, nunca quis fazer Medicina? Eu sou uma dessas pessoas…

Já cogitei, amigos quase me convencem, mas ao conhecer um estudante de odontologia da Universidade Federal do Ceará (@juniorback), comecei a me apaixonar pelo curso.

O primeiro ponto importante da minha escolha foi ver que no campus Sobral, as notas de quem entrava em Odonto eram mais ou menos parecidas com as notas de quem entrava em Ciências Biológicas aqui. Ponto pra Odontologia.

O segundo ponto é o fato de conhecer algumas pessoas que fazem medicina, e ver que é um curso que exige demais de quem o estuda. Não que Odonto seja ‘oh, que fácil!’… Mas, tipo, compara os dois…

O terceiro ponto veio depois que eu passei no vestibular. Ao conversar com um dos médicos que vieram a Fortaleza, ele me disse: “Thaís, você fez uma ótima escolha de curso. Se você quiser tempo para ter uma família e para você mesma, a odontologia é a sua melhor escolha.”

E é verdade, hehehe. Eu quero mesmo. Médicos ganham bem mais, é certo, mas creio que, sendo CD, eu possa organizar mais o meu horário. E eu sou uma das bilhões de mulheres que sonham em ser mãe, por mais louca que meu sobrinho de um ano e pouco me deixe quando cuido dele.

Não me critique por não ser como muitos dos estudantes da área de saúde que existem, que sempre quiseram o curso e sonharam com isso e nunca desistiram de nada… Eu desisti de alguns, nunca pensei em fazer Odonto antes, mas definitivamente não penso em fazer outra coisa, agora.

Vai ver eu sou uma exceção…

Na verdade, me sinto muito bem sendo uma.

O que acontece com um estudante de Odontologia

Me chamo Thaís Vieira, tenho 21 anos e, depois de quatro anos tentando vestibular para Ciências Biológicas, passei em Odontologia.

Não poderia estar mais feliz.

Criei este blog com o intuito de compartilhar dicas, experiências e desafios que encontrar mais a frente na universidade. Sem falar que será um prazer voltar (após alguns anos) e ver o que eu pensava a respeito da faculdade.

Além de um ‘livro de memórias’, espero que este blog seja útil para novos acadêmicos…

Até o próximo post.